Federações médicas próximas da reunificação

Em reunião realizada em Brasília na terça-feira, 15 de janeiro, dirigentes da Federação Médica Brasileira (FMB), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e dos sindicatos de médicos do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais e Ceará, ampliaram o debate a respeito da unificação das entidades representativas nacionais. Esse foi o segundo encontro para tratar desse assunto.

“Foi uma reunião muito positiva e demos sequência ao que acertamos em nosso encontro em Porto Alegre, realizado em dezembro de 2019. Estabelecemos pontos muito importantes para que seja concretizada a reunificação como mandato de três anos, eleição de diretoria realizada em congresso, expressa proibição de reeleição para mandados consecutivos, manutenção de rodízio regional para composição da diretoria, os integrantes da diretoria têm que pertencer a algum sindicato de base, mudanças estatutárias só podem ocorrer com 2/3 de votos, entre outros pontos”, destacou o presidente da FMB, Casemiro dos Reis Júnior.

“A união das entidades representativas é uma necessidade para a manutenção e fortalecimento dos interesses da categoria profissional em nível nacional e para isso esses ajustes e acertos precisam se dar de maneira muito transparente”, acrescenta Casemiro.

O secretário de Educação Médica e Formação Profissional da FMB, Tadeu Calheiros, que também integra a comissão de reunificação, confirma a importância das entidades se reunirem para fortalecer o movimento médico. “Hoje temos duas federações e sindicatos que não pertencem a nenhuma delas. Precisamos reunir essas forças para termos a visibilidade e a força necessária para atuarmos em pautas que estão há muito tempo na nossa lista de reivindicações. A gente enfraquece quando está dividido”, comenta.

Além de Casemiro e Tadeu, estiveram presentes na reunião de Brasília, Marcos Gutemberg Fialho da Costa, Carlos Fernando da Silva e Valdir Shigueiro Siroma (presidente, secretário Geral, diretor de Benefício e Previdência da Fenam), Edson Prado Machado (vice-presidente Simers), Edmar Fernandes (presidente do Sindicato do Ceará) e Fernando Luiz de Mendonça (presidente do Sinmed-MG). A próxima reunião será realizada dia 3 de março, em Porto Alegre.

Fotos: Assessoria Fenam

Deixe uma resposta