Dia Mundial de Luta Contra a Aids reforça informação no combate à doença

O Dia Mundial da Luta Contra a Aids, realizado anualmente em 1º de dezembro, tem o objetivo de conscientizar a população sobre a doença que é uma das que mais mata no mundo. Estima-se que no Brasil 866 mil pessoas vivam com o HIV.

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da Aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Vale ressaltar que ter o HIV não é a mesma coisa que ter Aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença, mas podem transmitir o vírus a outras pessoas. 

Como ocorre a transmissão da Aids / HIV?

A transmissão do HIV e, por consequência da AIDS, ocorre das seguintes formas:

•          Sexo vaginal sem camisinha.

•          Sexo anal sem camisinha.

•          Sexo oral sem camisinha.

•          Uso de seringa por mais de uma pessoa.

•          Transfusão de sangue contaminado.

•          Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação.

•          Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

Condutas que não transmitem HIV/Aids

É importante quebrar mitos e tabus, esclarecendo que a pessoa infectada com HIV ou que já tenha manifestado a AIDS não transmitem a doença das seguintes formas:

•          Sexo, desde que se use corretamente a camisinha.

•          Masturbação a dois.

•          Beijo no rosto ou na boca.

•          Suor e lágrima.

•          Picada de inseto.

•          Aperto de mão ou abraço.

•          Sabonete/toalha/lençóis.

•          Talheres/copos.

•          Assento de ônibus.

•          Piscina.

•          Banheiro.

•          Doação de sangue.

•          Pelo ar.

Fonte: Ministério da Saúde

Deixe uma resposta