FMB reunida em 3º Conselho Deliberativo trata de ações políticas de representatividade

Reunidos em sua terceira edição de Conselho Deliberativo, na sede do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, no Rio de Janeiro, dirigentes da Federação Médica Brasileira (FMB) trataram no primeiro dia de atividade sobre a representação política da entidade, aprovaram o balanço financeiro da Entidade e o financiamento das atividades tendo em vista o fim da contribuição sindical.

O evento termina na sexta-feira, dia 12 de abril, com palestra sobre Mercado de Trabalho para o Médico pós Reforma Trabalhista, com a advogada Zilmara Alencar e a participação da secretária de Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde (SGTES), Mayra Pinheiro, que vai tratar sobre Rumos da Saúde na Atual Gestão.

O presidente da FMB, Casemiro dos Reis Júnior lembra que a representatividade política da Entidade é muito importante. “Temos que estar presentes dentro do debate político e isso significa investimento em representatividade. Temos compromisso em Brasília em várias instâncias e os debates estão sendo realizados. Se não estivermos lá, vamos encolher”, declarou.

O CD também confirmou para os dias 24 e 25 de outubro um Congresso Extraordinário, que será realizado na cidade de Campinas (SP). “A nova conjuntura exige alterações no estatuto da FMB e vamos debater pontos que beneficiarão a nossa Entidade e como consequência, as nossas atividades”, acrescenta Casemiro.  

Sobre os trabalhos políticos da Entidade, a secretária de Finanças, Malu David, relatou o empenho dos dirigentes da FMB na participação na Comissão de Assuntos Políticos (CAP/CFM) e também no Instituto Brasil da Medicina (IBDM). “São trabalhos que nos exigem dedicação e comprometimento. Temos que estar lá sob pena de nunca termos nossas pautas sequer ouvidas. É um trabalho de construção que não será realizado da noite para o dia. Temos que estar presentes e participantes”, alertou.