4 de fevereiro – Dia Mundial de Combate ao Câncer

A União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), foram as responsáveis em 2005, pela escolha do dia 4 de fevereiro, como do Dia Mundial de combate ao Câncer. Para isto, buscam por meio de campanhas de utilidade pública informar, conscientizar e pressionar governos e indivíduos de todo mundo, da importância do aumento da consciência e educação sobre a doença, tentando evitar assim milhões de mortes a cada ano.

Segundo o documento, Estimativa 2018 – Incidência de Câncer no Brasil, publicado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima-se para o Brasil, no biênio 2018-2019, a ocorrência de 600 mil novos casos novos de câncer, para cada ano.  Exceto o câncer de pele não melanoma (cerca de 170 mil casos novos), ocorrerão 420 mil casos novos de câncer.

Os cânceres de próstata (68 mil) em homens e mama (60 mil) em mulheres, serão os mais frequentes. A distribuição da incidência por Região geográfica mostra que as Regiões Sul e Sudeste concentram 70% da ocorrência de casos novos, sendo que, na Região Sudeste, encontra-se quase a metade dessa incidência

Prevenção esse é o melhor caminho. Tratando-se do Câncer de mama, a alimentação saudável, a pratica exercícios físicos, abandonando os maus hábitos como o consumo de bebidas alcoólicas e o cigarro, realizando o exame clínico das mamas e mamografia para mulheres acima dos 50 anos todos os anos são formas simples de prevenção e redução dos índices desta doença. Caso haja histórico familiar de câncer de mama, a primeira mamografia deve ser feita aos 35 anos. Quando o assunto é a prevenção do Câncer de próstata, os homens devem começar a se preocupar em fazer exames preventivos a partir dos 45 anos da idade. O PSA (exame de sangue) deve ser feito anualmente para investigar se não existem anormalidades no órgão.

Fonte: Inca 

Deixe uma resposta