Médico Radiologista é peça fundamental no diagnóstico do câncer de mama

Mastologista destaca a importância do profissional que ajuda a identificar a doença

Não é todo mundo que sabe a importância e o que faz um médico Radiologista. De acordo com a médica ginecologista e mastologista Maria Luiza Nagel, que atua na Clínica Otma, em Florianópolis, a função dele é muito importante no diagnóstico do câncer de mama, afinal, é o profissional responsável pelos laudos dos exames de mamografia e quem faz os exames de ultrassom de mamas.

 A médica ressalta ainda que o profissional, diferente do técnico em Radiologia, que é o responsável por operar os equipamentos, o médico é quem faz uma análise crítica do pedido do exame, entende e conhece as indicações e contraindicações dos métodos e faz os laudos relacionando os achados com dados clínicos. As duas profissões são complementares e visam juntas obter os melhores diagnósticos.

“Com o passar dos anos a especialidade médica apresentou avanços gigantescos e a cada dia o método se torna mais seguro para os pacientes e radiologistas”.

Maria Luiza comenta ainda que devido a isso, os médicos radiologistas precisam estar em constante aperfeiçoamento. Afinal, segundo ela, dificilmente um paciente é operado sem ter feito antes pelo menos um exame de imagem.

“A mamografia e o ultrassom de mamas são exames que podem detectar nódulos e a partir dos resultados desses exames é que são definidos os tratamentos ou intervenções cirúrgicas que a paciente precisa”, explica.

Desde 1895, quando o físico alemão Wilhelm Conrad Roentgen descobriu os Raios X, o dia 8 de novembro celebra duas especialidades:  o Dia Internacional da Radiologia e o Dia Nacional do Médico Radiologista. “Aos colegas que são peças importantes na minha rotina de trabalho, o meu abraço e o meu reconhecimento pelo esforço, competência e dedicação à causa médica”, conclui Maria Luiza Nagel.

Deixe uma resposta