Novembro Azul: período dedicado à orientação e alerta ao câncer de próstata e diabetes

 Em todo o mundo, no mês de novembro, a cor azul ganha destaque nas campanhas de conscientização, prevenção e orientação sobre o câncer de próstata e diabetes.  Segundo informações da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), desde 2007 são realizadas ações que visam chamar e despertar a atenção sobre a doença. Usando a mesma cor e seguindo a proposta de alertar sobre o câncer de próstata, o Instituto Lado a Lado pela Vida, promove ações de orientação desde 2008.

Diabetes

               O diabetes se caracteriza pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina. O diabetes tipo 1 é resultante da destruição autoimune das células produtoras de insulina e o diagnóstico acontece, em geral, durante a infância e a adolescência, mas pode também ocorrer em outras faixas etárias.

No diabetes tipo 2, o pâncreas produz insulina, mas há incapacidade de absorção das células musculares e adiposas. Esse tipo de diabetes é mais comum em pessoas com mais de 40 anos, acima do pesosedentárias, sem hábitos saudáveis de alimentação, mas também pode ocorrer em jovens.

O diabetes ainda não tem cura, no entanto, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) estão sendo realizados estudos que podem, no futuro, levar à cura. Para o diabetes tipo 1, está sendo estudada a terapia com células-tronco em pacientes recém-diagnosticados. Já para o diabetes tipo 2, os estudos com a cirurgia de redução de estômago (gastroplastia) têm mostrado aparentes bons resultados, mesmo em pacientes que não estão acima do peso.

Esses são métodos ainda experimentais, por isso é importante ficar atento e realizar exames preventivos e períodos afim de detectar a doença.

Câncer de próstata        

No Brasil, de acordo com estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada hora sete homens são diagnosticados com câncer de próstata. Esse é o tumor mais incidente no homem (excluindo o câncer de pele não melanoma) e que ainda mata cerca de 20% dos pacientes por ano.

Do tamanho de uma castanha e localizada abaixo da bexiga, a principal função da próstata é produzir uma secreção fluida para nutrição e transporte dos espermatozoides. Ao longo da vida a glândula pode desenvolver três doenças: a prostatite (inflamação), a hiperplasia prostática benigna – HPB (crescimento benigno) e o câncer.

O câncer, por sua vez, não costuma apresentar sintomas em fases iniciais, quando em 90% dos casos pode ser curado. Ao apresentar sintomas significa já estar numa fase mais avançada e pode causar vontade de urinar com frequência, presença de sangue na urina ou no sêmen.

Por isso a recomendação é que a partir dos 50 anos de idade os homens façam o exame de próstata anualmente, e caso haja fatores de risco, os exames devem começar acima dos 45